Solidão, onde morre e vive o Artista

Em algum momento das nossas vidas o olhar sensível e criativo foi oprimido pelas regras e obrigações e nós fomos, dia após dia, nos afastando dos prazeres para viver uma vida cinzenta e sem graça. E quando menos esperamos, 20 anos ou mais já se passaram!

O evento “Solidão: onde morre e vive o Artista” é um desafio prático que busca recuperar o prazer e a habilidade de olhar a vida através do desenho.